terça-feira, 13 de dezembro de 2011

NO TEMPO DOS CORONÉIS

Mais de uma semana antes de ser lançado, o livro de J. Ciro Saraiva," No Tempo dos Coroneis", ja provocou a primeira polemica:

Um filho do ex-secretario de Polícia, cel. Clovis Alexandrino, nega, através de jornais, que seu pai tenha perseguido os deputados cassados pela Assembléia, em 1964.  Para ele, isso não ocorreu. O livro, entretanto, está apoiado em depoimentos inquestionáveis, feitos polos ex-deputados Aquiles Peres Mota e Blanchard Girão.

Segundo o texto do livro, que chega ao público a partir do proximo dia 15, na longa e penosa espera para que se praticasse o ato de cassação, o Secretário de Polícia aproximou-se do deputado Aquiles Peres Mota e falou sem rodeios:

- Ou voces cassam esses deputados até as 23 horas ou nós entramos nessa m..."
       
Aquiles - conta Ciro Saraiva, atento a todos os detalhes - procurou de imediato Barros dos Santos, líder do Governo Virgilio Tavora  e lhe transmitiu a intimação. Sempre de branco e com a frieza que jamais perdeu em toda sua vida, Barros dos Santos foi incisivo e obediente na resposta: 

- Vamos cassar, vamos cassar....

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MINUTO DE SILÊNCIO - CURIOSIDADE

Hoje em dia é comum fazer um minuto de silêncio para homenagear uma pessoa que morreu. Uma prática que já virou tradição em vários países. F...