terça-feira, 27 de setembro de 2016

O JORNASLISMO ESTÁ DE LUTO - RANGEL CAVALCANTE PARTIU



O jornalista Rangel Cavalcante morreu, aos 77 anos, na manhã desta segunda-feira (26), em Brasília. De acordo com o filho, Eugênio Cavalcante, Rangel estava internado há uma semana e deve ser cremado. 
Rangel Cavalcante deixa a esposa Celina e quatro filhos, Ana Roberta, Rangel Filho, Christianne Patrícia e Eugênio Cavalcante, além dos netos. Atualmente, atuava como colunista do Diário do Nordeste, publicado semanalmente no caderno Gente. 
Na década de 1960, atuou como correspondente do Jornal do Brasil, produzindo diversas reportagens no exterior, principalmente na América Latina. Por conta da função, era conhecido por integrar um grupo de jornalistas chamado Clube dos Correspondentes, do qual também faziam parte Edmundo Maia, do jornal Última Hora, Rodolfo Espínola, do Estado de São Paulo, Thomaz Coelho, do Correio do Maranhão e Egídio Serpa, à época escrevendo para o Diário de Pernambuco e para a Folha de São Paulo. 
Durante a década de 1970, transferiu-se para Brasília, onde morou por mais de 40 anos, trabalhando como repórter. Chegou a trabalhar como assessor de imprensa para o governo de Virgílio Távora, de quem era amigo. Mais tarde, na década de 1980, trabalhou como assessor de imprensa para o Ministério da Irrigação, criado pelo presidente José Sarney e que tinha como gestor Vicente Fialho. 
Para o jornalista Egídio Serpa, Rangel Cavalcante foi um dos maiores jornalistas do Ceará. "Ele tinha um texto fantástico, muito fácil e agradável de ler. O Rangel foi de uma época em que os jornais davam muito espaço para a reportagem. E ele fazia grandes reportagens sobre assuntos ligados ao Nordeste", comenta. 
A editora do caderno Gente, Márcia Travessoni, também lamentou a morte do jornalista. "É uma notícia muito triste, que pegou a gente de surpresa. Recebi a notícia pela manhã e perdemos alguém que colaborou conosco por muito tempo", expressou.
fonte: Diário do Nordeste

terça-feira, 20 de setembro de 2016

A SINGULARIDADE

Aleluia Hildeberto – Jornalista, baiano, carioca. Meio a meio.

Se você acha muito tudo que já viu e leu sobre a internet, prepare-se para surpresas cada vez maiores. Neste momento, dezenas de cientistas, principalmente nos Estados Unidos, na Inglaterra e em Cingapura, trabalham firme na busca da fusão do sistema nervoso humano com a internet. Seria a criação da rede mundial de mentes.

Cerca de trinta anos atrás, um autor científico chamado David Ritchie escreveu um livro chamado O CÉREBRO BINÁRIO ( Bookstore.com e Amazon.com a US 6,95) em inglês The Binary Brain. Nesta obra ele comemora "a síntese da inteligência humana e da inteligência artificial", encontrada em algo que ele chamou de biochip. Ele se maravilhava com o encontro de tal possibilidade a ponto de escrever que "plugaríamos à memória de um computador tão facilmente como calçamos nossos sapatos. Nossa mente será preenchida pelas informações armazenadas no computador e poderíamos virar especialistas em qualquer assunto instantaneamente". E previa que veríamos isso antes do final do século XX.Ainda não chegamos lá, mas...

Pesquisa realizada pela revista The New York Review of Books localizou na Universidade de Brown, em Washington, nos Estados Unidos, o professor Theodore Berger que pesquisa há décadas próteses neurais. Ele começou a implantar em ratos um dispositivo que contorna o hipocampo de um cérebro danificado e trabalha no lugar da região afetada. Essa invenção está próxima de uma solução para a perda de memória corriqueira quanto para a perda patológica, principalmente, aquela associada ao Alzheimer. A esse processo também se dá o nome de SINGULARIDADE.

A mesma revista americana localizou um escritor chamado Michael Chorost. Ele ficou totalmente surdo no ano de 2001. Ele nasceu nos EUA com grave perda de audição devido à rubéola. Sua audição foi recuperada quando fez implantes cocleares em seus ouvidos. O resultado mudou radicalmente a sua vida, a ponto de escrever um livro sobre o assunto chamado REDE MUNDIAL DE CÉREBROS: a integração vindoura entre a humanidade, máquinas e a internet. Na obra, ele defende a idéia de instalar computadores intracerebrais em todos os seres humanos. Assim, "assegura que a internet seria parte integral do ser humano e seu uso seria tão natural quanto o de nossas próprias mãos". Não é uma idéia nova.

Já no século XVII, o pensador e filósofo francês Descartes (1596 a 1650) que também era físico e matemático, em sua obra O DISCURSO DO MÉTODO ( saraiva.com a RS 6,90) trazia a idéia de que "eu sou uma máquina que pensa. Os meus músculos são comandados pelo cérebro através do sistema nervoso" - Tratado do Homem. Ele acreditava que certas atividades humanas poderiam ser realizadas por máquinas, mas com algumas restrições. Na mesma obra, ele nega ao homem a capacidade de compreender de modo a responder ao sentido de tudo o que se diz na sua presença.

É claro que Descartes não previa computadores, e nem mesmo a SINGULARIDADE. Seus estudos buscavam ou negavam Deus. Por isso a Igreja não lhe deu sossego e o excomungou. Sua visão de máquina humana estava mais ligada à metafísica que à evolução tecnológica. Mas um dado curioso em minhas pesquisas é que todos os gênios da era tecnologicamente avançada justificam seus inventos a partir de raciocínios filosóficos.

Descartes negava Deus diante de sua extraordinária capacidade de razão. Mas que razão era essa que nem sempre o levava à sensatez? No mesmo "Discurso do Método", uma das obras-primas da filosofia moderna, Descartes nos diz que, "de todos os que procuraram a verdade científica, só os matemáticos a encontraram, só os matemáticos formularam algumas demonstrações. Conseguiram demonstrar alguma coisa, com razões certas e evidentes". É nessa época que ele encontra um método para tentar fundir as vantagens da lógica, da geometria e da álgebra. E é também quando formula as famosas quatro regras fundamentais.

A SINGULARIDADE começa a nascer na Idade Média, no Renascimento, quando surge a mecânica e com ela o aperfeiçoamento do mecanismo do relógio, uma nova concepção do homem. Dando um salto gigantesco na história, temos também Bill Joy, no século XX, fundador da Sun Microsystems, em 1992, publicou no ano 2000 o artigo "Por que o futuro não precisa de nós?", em que defende a idéia de que as máquinas inteligentes são perigosas demais e poderão facilmente fugir do nosso controle.

 Com o tempo a SINGULARIDADE (etimologicamente se origina do substantivo SINGULAR) encampou toda a síntese de explicações para a Singularidade Matemática. A enciclopédia Wikipédia define como o ponto onde uma função matemática assume valores infinitos e sem comportamento definido. Complicado. E daí saltamos para a Singularidade Tecnológica quando o computador desenvolve sua própria inteligência.

Nas palavras de Ray Kurzweil, um dos fundadores da Microsoft e inventor da máquina de leitura para cegos, em 2045, a parte artificial da inteligência da civilização de homens-máquinas será um bilhão de vezes mais poderosa do que a parte biológica. Isso significa que teremos ampliado um bilhão de vezes a inteligência dessa civilização. É uma mudança tão profunda que a chamamos de SINGULARIDADE.

Ray Kurzweil é autor, pesquisador e inventor. É também um dos profetas da tecnologia mais respeitados no mundo. Em recente livro, The Singularity is Near (A Singularidade está Próxima- Amazon.com) ainda sem tradução para o português, afirma que em 2029 a humanidade terá disponíveis os recursos de inteligência artificial necessários para que máquinas atinjam a inteligência humana, inclusive a inteligência emocional.

E se você quiser saber mais, busque na internet ou nas livrarias outro livro desse gênio chamado A ERA DAS MÁQUINAS ESPIRITUAIS, em inglês The Age of Spiritual Machines ( Amazon.com). Vai se maravilhar com a leitura fascinante e assustadora. Sobre o livro, a melhor definição vem de seu sócio Bill Gattes:

 - Quando Ray faz uma previsão, é melhor prestar atenção.

Ray Kurzweil é ousado, audacioso, porém realista e possuidor de um profundo conhecimento histórico da evolução do homem. Sendo assim, observa com propriedade que "há quinhentos anos atrás, pouca coisa acontecia em um século. Agora muita coisa acontece em apenas seis meses. A tecnologia alimenta a si própria e fica cada vez mais rápida e não vai parar. E daqui a quarenta anos, o ritmo da mudança será tão assustadoramente rápido que não seremos capazes de acompanhá-lo, a menos que aumentemos nossa própria inteligência fundindo-se com a tecnologia inteligente que estamos criando".


Esse avanço científico HOMEM-COMPUTADOR é o que nos leva à Inteligência Artificial (I.A.), a superinteligência. Mas, tudo que as equações matemáticas não conseguem mais explicar, os cientistas passam para a ciência física criando a integração tecnológica. E com ela, eles estudam os buracos negros do universo. Tudo isso está muito longe de nós, fora do nosso alcance e do entendimento dos mortais. Estudos e pesquisas realizados ao longo dos tempos garantem que imprescindíveis para o avanço da I.A. foram os trabalhos dos matemáticos dos séculos XVII a XIX. E que no século XX, quando surge a figura de Alan Turing, em 1956, é que a Inteligência Artificial começa a ser reconhecida como ciência.( Alan Turing - Home Page www.turing.org.uk/turing/Em )


Hoje, o desenvolvimento da SINGULARIDADE está ligado à ciência dos computadores e cada vez mais a I. A.Incompreensível para os mortais, mas muito importante para o desenvolvimento do homem e do prolongamento da vida. De nossas vidas.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

A QUARTA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL


Caso você não tenha percebido: A 4ª. REVOLUÇÃO INDUSTRIAL ESTÁ EM CURSO.

Udo Gollub em Messe Berlin- (Conferência da Universidade da Singularidade)

Em 1998, a Kodak tinha 170.000 funcionários e vendeu 85% de todo o papel fotográfico vendido no mundo. No curso de poucos anos, o modelo de negócios dela desapareceu e eles abriram falência. O que aconteceu com a Kodak vai acontecer com um monte de indústrias nos próximos 10 anos – e a maioria das pessoas não enxerga isso chegando. Você poderia imaginar em 1998 que 3 anos mais tarde você nunca mais iria registrar fotos em filme de papel?

No entanto, as câmeras digitais foram inventadas em 1975. As primeiras só tinham 10.000 pixels, mas seguiram a Lei de Moore. Assim como acontece com todas as tecnologias exponenciais, elas foram decepcionantes durante um longo tempo, até se tornarem imensamente superiores e dominantes em uns poucos anos. O mesmo acontecerá agora com a inteligência artificial, saúde, veículos autônomos e elétricos, com a educação, impressão em 3D, agricultura e empregos.
Bem-vindo à quarta Revolução Industrial!
O software irá destroçar a maioria das atividades tradicionais nos próximos 5-10 anos.
O UBER é apenas uma ferramenta de software, eles não são proprietários de carros e são agora a maior companhia de táxis do mundo. A AIRBNB é a maior companhia hoteleira do mundo, embora eles não sejam proprietários.
Inteligência Artificial: Computadores estão se tornando exponencialmente melhores no entendimento do mundo. Neste ano, um computador derrotou o melhor jogador de GO do mundo, 10 anos antes do previsto. Nos Estados Unidos, advogados jovens já não conseguem empregos. Com o WATSON, da IBM, V. pode conseguir aconselhamento legal (por enquanto em assuntos mais ou menos básicos) dentro de segundos, com 90% de exatidão se comparado com os 70% de exatidão quando feito por humanos. Por isso, se você está estudando Direito, PARE imediatamente. Haverá 90% menos advogados no futuro, apenas especialistas permanecerão.

O WATSON já está ajudando enfermeiras a diagnosticar câncer, quatro vezes mais exatamente do que enfermeiras humanas. O FACEBOOK incorpora agora um software de reconhecimento de padrões que pode reconhecer faces melhor que os humanos. Em 2030, os computadores se tornarão mais inteligentes que os humanos.
Veículos autônomos: em 2018 os primeiros veículos dirigidos automaticamente aparecerão ao público. Ao redor de 2020, a indústria automobilística completa começará a ser demolida. Você não desejará mais possuir um automóvel. Nossos filhos jamais necessitarão de uma carteira de habilitação ou serão donos de um carro. Isso mudará as cidades, pois necessitaremos 90-95 % menos carros para isso. Poderemos transformar áreas de estacionamento em parques. Cerca de 1.200.000 pessoas morrem a cada ano em acidentes automobilísticos em todo o mundo. Temos agora um acidente a cada 100.000 km, mas com veículos auto-dirigidos isto cairá para um acidente a cada 10.000.000 de km. Isso salvará mais de 1.000.000 de vidas a cada ano..
A maioria das empresas de carros poderão falir. Companhias tradicionais de carros adotam a tática evolucionária e constroem carros melhores, enquanto as companhias tecnológicas (Tesla, Apple, Google) adotarão a tática revolucionária e construirão um computador sobre rodas. Eu falei com um monte de engenheiros da Volkswagen e da Audi: eles estão completamente aterrorizados com a TESLA. 
Companhias seguradores terão problemas enormes porque, sem acidentes, o seguro se tornará 100 vezes mais barato. O modelo dos negócios de seguros de automóveis deles desaparecerá.
Os negócios imobiliários mudarão. Pelo fato de poderem trabalhar enquanto se deslocam, as pessoas vão se mudar para mais longe para viver em uma vizinhança mais bonita.
Carros elétricos se tornarão dominantes até 2020. As cidades serão menos ruidosas porque todos os carros rodarão eletricamente. A eletricidade se tornará incrivelmente barata e limpa: a energia solar tem estado em uma curva exponencial por 30 anos, mas somente agora V. pode sentir o impacto. No ano passado, foram montadas mais instalações solares que fósseis. O preço da energia solar vai cair de tal forma que todas as mineradoras de carvão cessarão atividades ao redor de 2025..
Com eletricidade barata teremos água abundante e barata. A dessalinização agora consome apenas 2 quilowatts/hora por metro cúbico. Não temos escassez de água na maioria dos locais, temos apenas escassez de água potável. Imagine o que será possível se cada um tiver tanta água limpa quanto desejar, quase sem custo.
Saúde: O preço do Tricorder X será anunciado este ano. Teremos companhias que irão construir um aparelho médico (chamado Tricorder na série Star Trek) que trabalha com o seu telefone, fazendo o escaneamento da sua retina, testa a sua amostra de sangue e analisa a sua respiração (bafômetro). Ele então analisa 54 bio-marcadores que identificarão praticamente qualquer doença. Vai ser barato, de tal forma que em poucos anos cada pessoa deste planeta terá acesso a medicina de padrão mundial praticamente de graça.
Impressão 3D: o preço da impressora 3D mais barata caiu de US$ 18.000 para US$ 400 em 10 anos. Neste mesmo intervalo, tornou-se 100 vezes mais rápida. Todas as maiores fábricas de sapatos começaram a imprimir sapatos 3D. Peças de reposição para aviões já são impressas em 3D em aeroportos remotos. A Estação Espacial tem agora uma impressora 3D que elimina a necessidade de se ter um monte de peças de reposição como era necessário anteriormente. No final deste ano, os novos smartphones terão capacidade de escanear em 3D. Você poderá então escanear o seu pé e imprimir sapatos perfeitos em sua casa. Na China, já imprimiram em 3D todo um edifício completo de escritórios de 6 andares. Lá por 2027, 10% de tudo que for produzido será impresso em 3D.

Oportunidades de negócios: Se V. pensa em um nicho no qual gostaria de entrar, pergunte a si mesmo:

"SERÁ QUE TEREMOS ISSO NO FUTURO?" e, se a resposta for SIM, como V. poderá fazer isso acontecer mais cedo? Se não funcionar com o seu telefone, ESQUEÇA a idéia. E qualquer idéia projetada para o sucesso no século 20 estará fadada a falhar no século 21.
Trabalho: 70-80% dos empregos desaparecerão nos próximos 20 anos. Haverá uma porção de novos empregos, mas não está claro se haverá suficientes empregos novos em tempo tão exíguo.
Agricultura: haverá um robô agricultor de US$ 100,00 no futuro. Agricultores do 3º mundo poderão tornar-se gerentes das suas terras ao invés de trabalhar nelas todos os dias. A AEROPONIA necessitará de bem menos água. A primeira vitela produzida "in vitro" já está disponível e vai se tornar mais barata que a vitela natural da vaca ao redor de 2018. Atualmente, cerca de 30% de todos as superfícies agriculturáveis são ocupados por vacas. Imagine se tais espaços deixarem se ser usados desta forma. Há muitas iniciativas atuais de trazer proteína de insetos em breve para o mercado. Eles fornecem mais proteína que a carne. Deverá ser rotulada de FONTE ALTERNATIVA DE PROTEÍNA. (porque muitas pessoas ainda rejeitam ideias de comer insetos).
Existe um aplicativo chamado "moodies" (estados de humor) que já é capaz de dizer em que estado de humor V. está. Até 2020 haverá aplicativos que podem saber se V. está mentindo pelas suas expressões faciais. Imagine um debate político onde estiverem mostrando quando as pessoas estão dizendo a verdade e quando não estão.

O BITCOIN (dinheiro virtual) pode se tornar dominante este ano e poderá até mesmo tornar-se em moeda-reserva padrão.

Longevidade: atualmente, a expectativa de vida aumenta uns 3 meses por ano. Há quatro anos, a expectativa de vida costumava ser de 79 anos e agora é de 80 anos. O aumento em si também está aumentando e ao redor de 2036, haverá um aumento de mais de um ano por ano. Assim possamos todos viver vidas longas, longas, possivelmente bem mais que 100 anos.

Educação: os smartphones mais baratos já estão custando US$ 10,00 na África e na Ásia. Até 2020, 70% de todos os humanos terão um smartphone. Isso significa que cada um tem o mesmo acesso a educação de classe mundial. Cada criança poderá usar a academia KHAN para tudo o que uma criança aprende na escola nos países de Primeiro Mundo.



OUTRAS HISTÓRIAS DO PIANTELLA


Aconteceu no Piantella

Um dia, levei o Tom Cavalcante ao Piantella. Antes do almoço ficamos fazendo hora no bar. Os amigos foram chegando, a bebida rolando e a conversa solta no mundo, indiferentes ao amigo Tom, não o reconheceram. Aí chegou a hora de apresentá-lo.  Quando descobriram que estavam diante do grande humorista de Sobral foi um Deus nos acuda. Nunca vi nada parecido. Transformaram-se em espirituosas criaturas. Cada um queria contar uma história mais engraçada do que a outra. Era como se estivessem querendo que o Tom um dia lembrasse deles, contando no palco uma de suas histórias.

O então senador Artur Virgílio contou um fato que protagonizara quando candidato no Amazonas. Um bêbado queria que ele fosse até a mesa onde estava a família dele. Insistiu tanto que não teve saída. O senador, depois das apresentações, resolve abreviar sua passagem pela mesa fazendo um brinde: 

- Vamos saudar a esposa do nosso companheiro, um brinde a todos.

E o bêbado, mais irreverente, não podia: 

- Esposa, não, senador. Tô só transando.

----

Gonzaga Mota 

Numa sexta, levei o economista Gonzaga Mota para almoçar no Piantella. Marco Aurélio, o dono do restaurante, chega e apresento o Gonzaga como futuro governador do Ceará. Ele duvidou do potencial do candidato. Poucos meses depois estava em Fortaleza, convidado do governador, participando da posse.

----


Rafael Rabelo
Noutra sexta, Carlos Henrique adentra ao bar do Piantella na companhia de Rafael Rabelo. Nesse dia não teve almoço. Foi muito violão, dedilhado com maestria, para nosso deleite, até à seis da tarde. Foi quando fiquei sabendo que Rafael era irmão dos jornalistas  Rui Fabiano e João Bosco, dois papas da mídia brasileira e, de quebra, cunhado do Paulinho da Viola.

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

ADEUS PIANTELLA


Com a queda de Dilma, quem sai de cena também é o restaurante Piantella. Não é que ela e o PT tenham marcado época frequentando o lugar mais nobre da noite brasiliense. 

O restaurante ficou famoso com o nome Tarantela e sob o comando do mineiro Marco Aurélio. Jornalistas que faziam a cobertura política começaram a atrair para o lugar os parlamentares que faziam política, que geravam notícias.  Os outros acharam que bastava frequentar o local para aparecer na mídia. Durante décadas foi o reduto dos políticos de Brasília. Jornalistas e empresários de todo o país almoçavam e jantavam no Piantela. Os políticos do PMDB  elegeram o Piantella como seu restaurante preferido.  A casa na 202 Sul  conservava a mesa onde Ulysses Guimarães costumava se sentar. Ele era um apreciador do picadinho em dias úteis. Às vezes, preferia o ossobuco. Mas, aos sábados, o cassoulet era de lei .A cozinha era comandada pelo cearense Gerardo Palito. Foi ele quem deu personalidade ao restaurante. Vinha gente de longe provar o picadinho à brasileira ou a truta com amendoa. O almoço entrava pelo jantar. Depois da sobremesa de sorvete, vinha a aguardente francesa de pera. O dr. Ulisses adorava. A turma dele passou a ser chamada de turma  do poire.

Sexta feira era um dia mormo, poucos clientes. Para ajudar Marco Aurélio,  Carlos Henrique de Almeida  Santos resolveu propor : almoço a vinte dólares por cabeça. A bebida por fora. Marco Aurélio topou. Sexta feira ficou infernal. Todo mundo queria participar. O almoço ficou tão famoso que começou a aparecer pessoas nunca vistas nem imagináveis O importante era o contato com autoridades, jornalistas, pessoas do governo. Queriam pagar tudo pelo simples prazer de estar perto de políticos e autoridades do governo. Quando começou a virar um encontro de lobistas resolvemos acabar. Alguns , como Pedro Rogério, Bira Formiga, Roberto Macedo, Reginaldo Castro, Milton Gontijo, Alex Gonçalves, Paulo Lustosa, Paulo Perez, Alcides Barroso, Luis Carlos  Carvalho,Sebastião Neri, Afranio Rodrigues e muitos outros ainda tentaram segurar a bandeira das sextas animadas, Não deu.   Marco Aurélio não estava  mais no Piantella,  Palito não comandava mais a cozinha. O restaurante foi remodelado, ficou um horror. A comida não era mais a mesma. Os clientes sumiram. Até o  pianista pernambucano,  Mariozinho, que alegrava as noites,  não estava mais lá. Os namoros entre políticos e secretárias, mulheres da sociedade e empresários viraram  histórias do passado. Muitos dos velhos clientes morreram, como Nilson Curado,José Guilherme e Cláudio Julio que achava que ia morrer e carregava a lousa que  queria no túmulo.  Carlos Henrique ainda lembra: "Sob a branca louça/ Cláudio Julio repousa/ Aliás, nesta vida/ Nunca fez outra cousa". Os antigos clientes estão velhos ou já morreram. Os jovens estão em busca de novos recantos agradáveis dentro da noite.

-

Foi lá, por exemplo, que o PMDB autêntico discutiu suas estratégias contra a ditadura. Em mesa cativa, Ulysses Guimarães articulou com outros personagens, incluindo o grande Tancredo Neves, o movimento que levou o país à transição democrática. Fernando Henrique Cardoso, José Serra e outros tucanos também foram assíduos frequentadores, e suas mesas assistiram também as conversas que resultaram em sua saída em bloco do PMDB para criar o PSDB. Delfim Neto tinha mesa cativa. Às sextas, Carlos Henrique organizava mesa que juntava Mauro Santayana, Sebastião Nery, Pedro Rogério, Jorge Oliveira e outros nomes da reportagem política.

O anúncio foi feito por Kakay, seu atual proprietário. Em mensagem aos amigos e frequentadores do histórico restaurante, informou: "O Piantella era um patrimônio imaterial da cidade. Tem horas, porém, que a realidade tem que ser enfrentada. Me despeço do Piantella como quem se despede de um amigo".




UM CEARENSE SURREAL

Wilson Ibiapina Darcílio Lima ainda jovem, no apogeu criativo O cantor e Compositor Raimundo Fagner, que também é pintor, foi quem lembrou-m...