domingo, 24 de junho de 2012

O NÁUTICO ATLÉTICO CEARENSE ESTÁ COMPLETANDO 83 ANOS




Náutico dos bailes da saudade que, no carnaval, mobiliza foliões ao som de lindas melodias. Náutico das tertulias em seu imenso salão iluminado e cheio de colunas. Atrás de cada coluna um diretor tomando conta dos jovens casais, para tranquilidade dos pais.

Alberto Motal, Ivanildo, Moreira Filho, Canhoto, Ivan e tantos outros competentes músicos que alegraram nossas vidas.


Piscina do Náutico
Quantos namoros e casamentos sairam daquele salão! Quantos campeões sairam de suas quadras de basquete, vôlei, de suas piscinas. Roberto Bastos, Banana Ercílio, Silvia. Atletas amadores que orgulham o Ceará.



A história do Náutico foi contada pelo jornalista Rodolfo Espínola num livro que infelizmente ele não viu ser editado. Pelo Náutico passou a adolescência, a juventude de toda uma geração.


O Náutico e Ideal formam a dupla resistente que lembra uma Fortaleza pequena que se divertia pura, ingenua, sem malícia, mas orgulhosa, preconceituosa, seletiva.

O Náutico chega aos 83 anos ameaçado pelo progresso que vai tirando de cena uma Fortaleza que aos poucos vai ficando apenas na nossa memória.









Um comentário:

UM CEARENSE SURREAL

Wilson Ibiapina Darcílio Lima ainda jovem, no apogeu criativo O cantor e Compositor Raimundo Fagner, que também é pintor, foi quem lembrou-m...