quarta-feira, 15 de maio de 2013

O FILÓSOFO




Wilson Ibiapina

Solenidade de entrega do Grande Colar do Mérito do Tribunal de Contas da União a Yolanda Queiroz, presidente do Grupo Edson Queiroz, ministro Ubiratan Aguiar, Ariano Suassuna, médico José Carlos de Almeida e ministro Ayres Brito. O então presidente do Supremo é escalado para agradecer em nome dos homenageados.

Ayres Brito aproveita o discurso para contar uma historinha envolvendo Sócrates, filósofo ateniense do período clássico da Grécia Antiga:

“Um dia, passeando por um jardim, um de seus discípulos aproxima-se e pergunta:
  • Mestre, o homem deve casar ou permanecer solteiro?
Sócrates pensa e responde:
  • Olha meu filho, seja qual for a decisão virá o arrependimento.

Dois anos depois, o discípulo fica sabendo que Sócrates casou com Xântipe ( em grego, cavalo loiro). Ele estava com mais de 50 anos de idade. A mulher era nova, mas muito feia, de difícil convivência e muito pouco dotada fisicamente.

O discípulo volta a perguntar:

- Mestre, agora que o sr. está casado, ainda permanece com a opinião sobre qual for a decisão vira arrependimento?
  • Não, meu filho, agora tenho melhor condição de opinar. Case. É o conselho que lhe dou, case. Se você tiver a sorte de encontrar uma mulher bonita, carinhosa, gentil, solidária, você será feliz.

  • Mas, se por azar, encontrar uma mulher igual a minha, será um filósofo”

    Sócrates


Nenhum comentário:

Postar um comentário

UM CEARENSE SURREAL

Wilson Ibiapina Darcílio Lima ainda jovem, no apogeu criativo O cantor e Compositor Raimundo Fagner, que também é pintor, foi quem lembrou-m...