segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

SOLIDARIEDADE QUE EMOCIONA


A adolescente Natalie Gilbert, de 13 anos, ganhou um prêmio: Cantar o hino americano em um jogo da NBA.


A partida entre Mavericks e Trail Blazer tinha uma platéia de 20.000 pessoas e era transmitida para o mundo inteiro. Nervosa, Natalie esqueceu a letra e começou a ser vaiada.


Eis que num ato de nobreza e solidariedade o técnico do Portand, Maurice "Mo" Cheeks, toma a iniciativa de ajudá-la. Coloca a mão no ombro da menina e começa a cantar incentivando-a. A atitude do técnico imediatamente mudou o espírito do público, que aderiu a causa e fez coro com Natalie. Angústia e embaraço transformaram-se em alegria e festa para todos, especialmente para a menina com a bela voz.




Mo Cheeks mostra que liderança e solidariedade na hora exata podem fazer uma grande diferença. Vale a pena ver o vídeo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UM CEARENSE SURREAL

Wilson Ibiapina Darcílio Lima ainda jovem, no apogeu criativo O cantor e Compositor Raimundo Fagner, que também é pintor, foi quem lembrou-m...