quarta-feira, 6 de julho de 2011

A ENTREVISTA


A imprensa do Ceará não falava em outra coisa. Nos anos 80, faltando três meses para acabar o governo de Manoel de Castro ele já tinha assinado mais de 15 mil nomeações.


O repórter Nelson Faheina foi pautado pela TV Verdes Mares para suitar o escândalo.


- Governador, é verdade que o senhor nomeou 15 mil pessoas?


- É mentira. Nomeei trinta mil. São pessoas humildes e, como elas, vou ainda nomear muito mais. E não me pergunte mais nada. Não admito ninguém me cutucar com vara curta. E foi embora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UM CEARENSE SURREAL

Wilson Ibiapina Darcílio Lima ainda jovem, no apogeu criativo O cantor e Compositor Raimundo Fagner, que também é pintor, foi quem lembrou-m...