terça-feira, 13 de dezembro de 2011

CONVERSA DE BOTEQUIM


O Macário Batista estava em Sobral e resolveu subir a Serra Grande. Na volta trouxe esta foto e a história  sobre um remédio para esquecer. O que ele ouviu em Ubajara:




Raimundo Mendes foi vereador em Ubajara. Depois de três meses longe dos copos, sentou à mesa e pediu um copo grande. Alto. Mandou botar pinga. Faltando três dedos, pediu pra completar com conhaque de alcatrão. Espremeu um limão e preparou-se. 

Um curioso, e sempre tem um numa bodega, perguntou: Raimundinho, que receita é esta? – O conhaque com limão  é pra matar minha gripe. O resto é pra esquecer minhas dívidas. E virou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UM CEARENSE SURREAL

Wilson Ibiapina Darcílio Lima ainda jovem, no apogeu criativo O cantor e Compositor Raimundo Fagner, que também é pintor, foi quem lembrou-m...