segunda-feira, 28 de abril de 2014

FRANK SINATRA




PROTETOR DOS MAIS FRACOS

No início dos anos 70, Frank Sinatra teve oportunidade de exercitar seu poder, o que fazia sempre quando percebia que alguém pequeno estava sendo humilhado, levando a pior. Certa noite jogava pôquer com Burt Reynolds, Jilly Rizzo e a turma de sempre. Estavam na cozinha do Nicky Blair's, no Sunset Boulevard, em Los Angeles. Um mexicano auxiliar de garçom chamado Hector entrou correndo e derrubou uma bandeja de copos, que se estraçalharam pelo chão. O dono, Nicky Blair, chegou de pronto. Depois de uma bronca espetacular demitiu o rapaz no ato. Sinatra viu aquilo e não gostou: 

“Espere um minuto, Nicky. Quanto custam esses copos?”

“Não sei, sr. Sinatra. Talvez uns dez, vinte dólares cada, por quê?

Frank fez sinal pra um de seus rapazes, que sacou um maço de dinheiro e contou quarenta e cinco notas de cem, e passou-as para Nicky. “Traga-me quatro mil e quinhentos dólares em copos”, disse-lhe Sinatra. O dono do restaurante obedeceu. Centenas de copos foram trazidos às pressas e colocados aos pés de Sinatra. O artista chamou o auxiliar demitido. “Hector, está vendo esses copos?” perguntou.
“Sim,” “Pois bem. Quebre-os.” Em minutos o jovem mexicano não deixou  um só inteiro. Então, Sinatra dirigiu-se a Nicky: 

“Toda vez que eu vier aqui, quero ver o Hector trabalhando na casa. Entendeu?”

Nicky, radiante: “Mas eu sempre adorei o Hector!”



A GORJETA

Diz a lenda que Frank Sinatra era insuperável, também, na hora de dar uma gorjeta. “Quem quer que recebesse uma gorjeta dele poderia ir comprar uma mansão em Paris”, exagerava Don Rickles, que presenciou suas molhadas de mãos pelo mundo. A grana era entregue com discrição, nunca brandia uma cédula, não se mostrava. Bill Zehme conta que um dia o manobrista do estacionamento de um restaurante traz o Dual Ghia de Frank.  Tenho que explicar. Trata-se de um carro raro fabricado nos Estados Unidos entre 1956 e 1958. Só foram produzidos 117 carros que foram comprados por celebridades americanas como Sinatra, Dean Martin, Richard Nixon. Ronald Reagan possuia um que perdeu num jogo de pôquer para o presidente Lyndon Johnson.

Pois bem, Frank entra no carro e pergunta ao manobrista qual a maior gorjeta que já recebera. O rapaz diz cem dólares. Frank coloca-lhe duzentos dólares na mão. Quando já ia saindo pára, se volta e pergunta quem lhe dera os cem. “O senhor mesmo, na semana passada!”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UM CEARENSE SURREAL

Wilson Ibiapina Darcílio Lima ainda jovem, no apogeu criativo O cantor e Compositor Raimundo Fagner, que também é pintor, foi quem lembrou-m...