sábado, 15 de março de 2014

SAIU NO RÁDIO


Escalpelar

Houve época que locutor esportivo chamava a bola de couro. Anos 50, em Fortaleza, o pernambucano Antônio Maria, o gigante da comunicação passava por Fortaleza antes de seguir para o Rio onde fez sucesso como cronista, colunista, compositor e boêmio.

Foi numa transmissão de um jogo do Ceará que ele quase mata de susto a mulher do Pipiu, atacante do alvinegro. Puxa Faca era o goleiro do time adversário. E lá se vai o velho Maria narrando: "Pipiu recebe a bola na boca do gol. Prepara-se para cabecear. Saltou, bateu na bola. Entra Puxa Faca e arranca o couro da cabeça de Pipiu”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UM CEARENSE SURREAL

Wilson Ibiapina Darcílio Lima ainda jovem, no apogeu criativo O cantor e Compositor Raimundo Fagner, que também é pintor, foi quem lembrou-m...